Gostar de si mesmo, do que vê no espelho, apreciar a própria companhia, amar-se, eis metas difíceis de se alcançarem. Fácil é a gente se menosprezar e se achar uma droga, fácil é fazer uma lista com o que queríamos mudar em nós mesmos. Difícil é tentar listar ao menos cinco qualidades que enxergamos em nós. Mas deveria ser o contrário.

Talvez estejamos cercados por muitas chamadas de perfeição, seja na televisão, nas revistas, nas propagandas, seja nas redes sociais. Predomina a ideia de que o sucesso tem a ver com a imagem estética, com a beleza física, com o consumo material. Corpos torneados ostentando grifes são disseminados à nossa volta como algo a ser alcançado, como meta para a felicidade.

Daí a gente olha aquelas pessoas saradas e lindas e se olha no espelho, pronto: banho de água fria. Porque a grande maioria das pessoas está lutando para sobreviver em meio a jornadas de trabalho extenuantes, equilibrando-se entre os boletos que chegam e o salário que mingua, enfrentando a dureza de uma realidade que mal se vê na mídia em geral, a não ser em reportagens sensacionalistas.

Acabamos, assim, com uma autoestima enfraquecida, uma vez que nos comparamos com pessoas que, em sua maioria, vivem da imagem e precisam daquilo tudo para se manterem na ativa. A vida não é cor de rosa, não vem com fundo musical melodioso, nem costuma dar certo toda vez. Caso a gente se compare tão somente com famosos e ricos, acabaremos nos sentindo miseráveis, em todos os sentidos.

Isso não quer dizer que devemos ser conformados, não ter ambição alguma, nem querer alcançar sonhos. Da mesma forma, cuidar da saúde, fazer exercícios, atentar-se para a aparência, são atitudes positivas e que nos fazem bem. O que não se deve é focar unicamente na manutenção de taxas zero de gordura corporal, mas espalhar veneno por onde passar, sem se importar com mais ninguém além de si mesmo. Não se deve comprar sem parar e se esquecer daquilo que dinheiro não compra, mas é essencial: sentimentos, amor.

Nesse contexto, portanto, elogios, afeto, sorrisos sinceros e amor de fato são tesouros que engrandecem o dia das pessoas. Abençoadas sejam as pessoas que sempre tentam elevar a autoestima dos outros, sem inveja, sem dissimular, sem ironia e sarcasmo. Num mundo cheio de gente tentando te empurrar pro buraco, quem te levanta é luz a ser preservada, mantida, valorizada e amada do fundo do teu coração.

Imagem: Nicolas Postiglioni

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS