Ninguém está livre de ouvir pitacos que não foram pedidos. Um dos obstáculos da vida de todo mundo é justamente saber lidar com eles. Muitas pessoas adoram se meter onde não devem, não importando o nível de intimidade que tenham com a pessoa. Caberá a nós filtrar as opiniões e conselhos que recebemos, ou então ficaremos cada vez mais confusos.

 

Logicamente, nem sempre conseguiremos resolver as coisas sem pedir conselhos. Muitas vezes, quando nos encontramos em meio a tempestades, tudo fica nublado e não enxergamos saída alguma. Nesses momentos, será providencial poder contar com as ponderações e com aconselhamentos de alguém de fora, pois ele conseguirá analisar a situação sem estar com o emocional partido ao meio.

 

E, certamente, as melhores pessoas para nos aconselhar são aquelas que nos conhecem de fato e percebem quando estamos pedindo socorro, mesmo que não sejamos explícitos. Quem nos ama de verdade consegue entender nossos gritos, mesmo quando estamos em silêncio. Por isso é que devemos valorizar e manter por perto quem nos entende e nos dá espaço para sermos o que realmente queremos.

 

 

E, em tempos de internet, tudo fica mais pesado. Em nossas redes sociais, caso nos coloquemos de uma forma assertiva em relação a qualquer assunto, vem logo alguém comentando de uma forma, muitas vezes, agressiva e desprovida de senso crítico. As pessoas parecem se sentir cada vez mais no direito de meter o bedelho na vida dos outros, talvez porque a exposição virtual tem um alcance imenso, ou seja, a gente acaba alcançando até quem deveria ficar bem longe.

 

A questão é a gente saber o que fazer com as opiniões alheias sobre nossas vidas. Eu já consigo não me importar demais. Antes, eu ficava escutando a opinião dos outros. Hoje, eu escuto um rock, um modão, MPB, a risada dos amigos, o som dos pássaros, as batidas do meu coração. Porque é dentro de mim que eu sempre encontrarei todas as respostas.

 

Imagem: Start Digital

 

 


COMENTÁRIOS