Existem pessoas que não são confiáveis, mas que precisamos manter por perto, pois os estragos que fazem longe dos nossos olhos são piores. Eu chamo de vínculos estratégicos. É uma vigília de sobrevivência. Não é preciso ser íntimo, nem fingir afeto extremo, basta não externar suas desconfianças.

Em todo e qualquer lugar, haverá quem não goste de nós, quem tentará nos derrubar, nos enfraquecer, o famigerado puxar o tapete. Por inveja ou pela própria natureza maldosa delas, essas pessoas estão espalhadas por aí e numa quantidade maior do que supomos. Sempre conversaremos com alguém que possui uma história de alguma pessoa que fez maldades com ele, na maioria das vezes, plantando fofocas, sem pudor algum.

E não pense que sua vida não tem nada que alguém possa vir a invejar, porque sempre tem. Pessoas infelizes e que não se suportam encontram vantagem em qualquer indício de felicidade alheia. Nas redes sociais, por exemplo, ninguém fica postando suas quedas, mas sim os passeios, restaurantes, baladas, sorrisos enfim. Aos olhos dos invejosos, basta uma foto com um sorriso, para que eles passem a ter raiva da pessoa, porque eles nunca sorriem com verdade.

Essas redes sociais, aliás, podem, como tudo na vida, serem utilizadas tanto para o bem quanto para o mal. Elas prestam serviços e desserviços. Ou a pessoa te admira, ou ela te inveja. Ou ela torce por você, ou contra você. E, ainda pior, nossa vida alcança pessoas que nem nos conhecem, que não sabem nada de nós, além das fotos e stories. E, como eu acredito muito na energia dos ambientes e das pessoas, ficamos vulneráveis a energias negativas de muito mais gente, de muito mais lugares.

Na verdade, é difícil encontrar quem torça sinceramente pelas nossas conquistas. Para muitos, sorrir pela derrota alheia é bem mais fácil do que vibrar com as vitórias que não são suas. Não faz mal. Na verdade, o que importa é a gente se sentir bem com o que possui. Mas em silêncio. Resguarde-se, seja discreto, na alegria e na tristeza. Lembre-se: algumas pessoas se aproximarão de você, no seu momento de dor, apenas para ver sua tristeza mais de perto. Elas têm o dom de farejar a dor alheia. Fique com os verdadeiros na alegria, pois eles nunca permitirão que sua tristeza vire vitrine para gente maldosa.

Imagem = Bruce Mars

RECOMENDAMOS