Não é novidade alguma o fato de que as redes sociais se tornaram um ringue em que pessoas com ideias opostas se digladiam. Qualquer assunto, por mais banal que seja, gera polêmicas, problematizações, em meio a ofensas e ignorâncias. O problema é que muitas pessoas tomam como pessoal o contraditório de suas ideias, além de a muitos ser impossível mudar o ponto de vista ou assumir o erro.

 

Quando se trata de política, principalmente, os embates se tornam ainda mais inflamados, parece que os eleitores de X e de Y são obrigados a aceitar tudo o que seus escolhidos fazem. Muitas pessoas se negam a ver qualquer atitude mal feita dos políticos em que votaram, como se não fosse possível o seu voto ter sido direcionado a alguém que erra. Todos erram, menos quem a pessoa elegeu.

 

O mesmo se dá em diversos tipos de situações em que as pessoas se veem contrariadas em seus posicionamentos. Basta alguém discordar, que elas ficam agressivas, irritadiças, usam palavras de baixo calão, de sarcasmo sem fundamento, colocando juízos de valor acima de estatísticas e de dados comprovados. É preciso estômago para tentar argumentar e defender um posicionamento hoje em dia, porque nos deparamos com níveis tão baixos de palavras, que ficamos assustados.

 

 

Não tem outro jeito, o melhor a se fazer, quando tentam nos contradizer de forma violenta e estúpida, é ignorar. Não podemos entrar na vibe desse tipo de gente, não merecemos nos desequilibrar por conta de pessoas desprovidas de empatia, de pessoas incapazes de ouvir alguém além de si mesmas. Não conseguiremos nunca descer ao nível delas, e isso é ótimo. Isso quer dizer que estamos do outro lado, longe da ignorância que fere.

 

Sabedoria popular: não dê pérolas aos porcos. Levo até hoje, quando alguém me ofende por discordar de mim. Eu ignoro, não é fácil, mas ignoro. Não vou tentar dar um pouco do meu melhor para quem vai jogar aquilo no lixo. Guardo o que tenho para quem possui ternura e não quer me magoar. Faça assim: apenas siga, com plenitude, um sorriso no rosto e a certeza de que seu caminho é limpo.

 

Imagem: Kazi Mizan

 


COMENTÁRIOS